Na última sexta-feira, a Federação Pernambucana de Futebol enviou para a secretaria de saúde do estado um protocolo de segurança para a volta dos jogos e aguardava a liberação por parte das autoridades para poder marcar o retorno do Estadual, com o prazo desejado já para o próximo domingo. Aval, no entanto, que não veio e que pegou o presidente da entidade, Evandro Carvalho, de surpresa. 

Em rápido contato com a reportagem do Diário de Pernambuco, o dirigente, que estava no aeroporto de Brasília embarcando de volta para o Recife, afirmou que irá procurar as autoridades locais nesta quinta-feira para saber por que a volta do futebol no estado segue sem previsão de ocorrer. 

“Sim (foi pego de surpresa). O futebol é a atividade mais segura entre todas. Nessa quinta-feira (02) veremos o que aconteceu”, afirmou Evandro. “Vamos tratar disso. Já estamos fazendo os contatos para entender o que aconteceu e o que podemos fazer para solucionar essa situação”, completou o dirigente.

Em entrevista coletiva na última terça-feira, o secretário de planejamento e gestão do estado, Alexandre Rêbelo, revelou que a liberação dos jogos de futebol em Pernambuco saiu da etapa 5 do plano de flexibilização das atividades durante a pandemia do novo coronavírus. E que a autorização para a volta das partidas não deve ocorrer dentro da primeira quinzena de julho. 

O secretário, no entanto, confirmou que o governo seguirá em contato com a FPF para tentar encontrar uma data segura para o retorno das competições. “Devemos estar procurando a Federação Pernambucana para um diálogo quanto a este processo de calendário. Mas o que a gente pode adiantar é que não será nesse momento, na semana do próximo dia 6 (segunda-feira), e nem há uma previsão para semana do dia 13”.

Além do Campeonato Pernambucano, suspenso quando ainda restava ser realizada a última rodada da fase de classificação, Recife também concorre para receber os jogos restantes da Copa do Nordeste, que será finalizada em sede única a ser indicada pela CBF. Também  não há uma previsão para o retorno do Regional.