No Marco Zero, subiram ao palco Silvério Pessoa, Devotos, Natiruts, Skank e Nando Reis, artistas que atraíram um grande público / Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Os foliões que foram ao Recife Antigo na noite dessa segunda-feira (12), tiveram que encarar muitos transtornos após os shows do Marco Zero. Entre as principais reclamações estão falta de transporte público suficiente, casos de arrastão e correria.

"Eu tentei sair no intervalo entre os shows de Skank e Nando Reis, por volta das 2h. O transporte que eu consegui, quando consegui foi às 3h, depois de andar muito para achar um táxi vazio e disposto a levar a gente. Isso porque só iríamos até o Rosarinho (bairro da Zona Norte do Recife)", reclamou o estudante de engenharia Arquimedes França.

"O preço dinâmico do Uber estava o dobro do normal. O táxi estava mais barato, mas mesmo assim não aparecia ninguém", complementou.

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) informou que o trânsito no Recife Antigo funcionou no mesmo esquema dos outros dias de Carnaval, com acesso pelas pontes apenas por táxis e ônibus, sempre priorizando o transporte coletivo.

Mais reclamações

No Marco Zero, subiram ao palco Silvério Pessoa, Devotos, Natiruts, Skank e Nando Reis, artistas que atraíram um grande público. Pelo Twitter, muitas pessoas também comentaram não só sobre a dificuldade na volta para casa, mas momentos de correria e insegurança. O 16º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela área, não registrou nenhuma ocorrência.