Transporte Complementar não funcionará nesta segunda (16) / Foto: Larissa Alves/Acervo JC

Sessenta micro-ônibus distribuídos em 18 linhas na Região Metropolitana do Recife não irão às ruas a partir da 0h desta segunda (17) em decorrência de uma paralisação de funcionários do transporte complementar, que reivindicam a falta de pagamento de salários.

Mais de 150 motoristas e abridores de porta ficarão na garagem, na Avenida Afonso Olindense, na Várzea, a partir das 5h em um ato de protesto. “Vamos ficar concentrados lá, aguardando alguma atitude do governo para a gente receber os salários dos funcionários”, afirma Manuel Dias, presidente do Sindicato dos Permissionários do Transporte Complementar do Estado de Pernambuco (Sintetracope).

Atraso no repasse

De acordo com ele, o Grande Recife Consórcio de Transportes não está fazendo o repasse do dinheiro, sob a responsabilidade do governo estadual, para o pagamento dos funcionários do transporte complementar, responsável por levar passageiros, gratuitamente, a comunidades de difícil acesso até os terminais integrados.

“Nós recebemos por quinzena. Faz um mês e 15 dias que não recebemos salário. Três quinzenas de aproximadamente R$ 1.000.950,00 reais”, afirma Manuel.

Entre os locais em que o transporte complementar atende, estão Sítio dos Macacos, Alto do Deodato, Alto da Telha, Alto da Bondade e UR-07.

Procurada pela reportagem neste domingo (16) à noite, a assessoria do Grande Recife Consórcio de Transporte não foi encontrada.

Submit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn