Pedro Araújo

As informações que traduzem as verdades dos fatos, sem ferir ou denegrir pessoas ou imagens. Como também, nunca procurando agradar aos maus feitores.

Por Naldinho Rodrigues*

Nesta quinta-feira vamos relembrar de um dos grandes astros da música popular brasileira. Vamos falar sobre Agnaldo Timóteo Pereira, ou Agnaldo Timóteo, que nasceu em Caratinga, Estado das Minas Gerais em 16 de outubro de 1936, e faleceu no Rio de Janeiro, no dia 3 de abril de 2021. Agnaldo como todos sabem foi um cantor, compositor, escritor e político brasileiro.

Passou toda a sua infância em sua terra natal, Caratinga. Desde pequeno se interessou por música e se apresentava nos circos que passavam pela cidade. Foi lá onde ele conheceu o cartunista Ziraldo, seu conterrâneo. Iniciou sua carreira como intérprete de versões de sucessos internacionais. Teve grande popularidade nas décadas de 1960 e 1970, foi recordista de vendas de discos e foi agraciado com vários prêmios ao longo de sua carreira.

Aos dezesseis de idade, saiu de Caratinga e foi para Governador Valadares, no mesmo estado, e iniciou seu trabalho como torneiro mecânico, fabricando peças para veículos que eram usados nas construções de estradas e rodovia. Lá trabalhou na oficina de italianos “Lambertucci Retifica”, no Bairro Prado, que era vizinha de uma casa onde se ouvia muita música. Agnaldo largava o trabalho para ouvir “Adeus, Querido”, sucesso da cantora Ângela Maria.

Os anos cinquenta foram marcados pelas viagens em busca de oportunidades para gravar e cantar. Mudou-se para Belo Horizonte, onde não obteve muito êxito, embora fosse reconhecido pelas rádios da cidade como o “Cauby mineiro”. Era chamado para “defender” as canções do niteroiense e até se fazer passar por ele, pois o mesmo viajava muito e não podia comparecer a todos os convites e compromissos, ele era chamado para imitá-lo nas rádios. Com a ajuda de Aldair Pinto cantou nas rádios Inconfidência, Itatiaia, Mineira e Guarani. Teve a oportunidade de conhecer Ângela Maria em um show que ela realizou em Belo Horizonte e ela deu-lhe o conselho para ir para o Rio de Janeiro, onde, provavelmente, teria mais chances e oportunidades.

No Rio de Janeiro, passou por hospedarias e casas de parentes, passando pelo Lins de Vasconcelos, onde conheceu o cantor Roberto Carlos, que na época havia buscado a capital pelo sonho de virar cantor. Agnaldo revelou em um programa de televisão que eles costumavam ir a pé do Lins à Cinelândia para as Rádios Nacional e Mayrinck Veiga em busca de oportunidades, pois não tinham dinheiro sequer para pagar o bonde.

Neste período, não encontrando as oportunidades que buscava, pediu trabalho para Ângela Maria, que tinha um automóvel e não sabia dirigir. Em 1961, indicado pela sua patroa, aconteceu sua estreia em disco: um 78 rotações com “Sábado no Morro” e “Cruel Solidão”, para o selo Caravelle, onde gravou também no ano seguinte a marcha “Na Base do Amendoim”. Nada aconteceu.

Pela Phillips, gravou o compacto duplo “Tortura de Amor” de Waldick Soriano, um trabalho mais bem elaborado e fiel ao seu estilo romântico. A gravadora, no entanto, não acreditou no sucesso e as 180 cópias foram vendidas de mão em mão pelo próprio artista.

Lançou no início de 2017 o álbum “Obrigado, Cauby” em tributo ao cantor falecido no ano anterior. Agnaldo perpassa vários sucessos da carreira do ídolo, tais como “Conceição” (em dueto póstumo com o homenageado), “Bastidores” e “Ninguém é de ninguém”. O cantor saiu em turnê pelo país com show homônimo. No mesmo ano foi lançado nos cinemas o documentário “Eu, Pecador”, retratando a vida musical, pessoal e política do artista.

Em 2018 gravou o álbum Reverências, ao vivo no Teatro Itália (SP), em que presta tributo a ídolos e artistas do seu tempo que influenciaram sua obra como Elis Regina, Gonzaguinha e Tim Maia. No mesmo ano grava um show para o programa Todas as Bossas da TV Brasil apresentando seus recentes trabalhos e participa de álbuns coletivos em homenagem a outros artistas, tais como Luiz Vieira e Martinha, as apresentações musicais foram registradas em disco. Também participou ao lado de grandes artistas nacionais do projeto especial em homenagem ao centenário da cantora Dalva de Oliveira e saiu em turnê na companhia de Claudete Soares, Eliane Pittman e Márcio Gomes com pelo país para a divulgação do trabalho. Junto destes artistas gravou um especial em 2019 em tributo à Dalva que foi transmitido pela TV Brasil no programa Todas as Bossas.

No ano de 2019 o cantor sofreu um AVC quando se preparava para uma apresentação no interior da Bahia. O cantor ficou hospitalizado por 59 dias e ao longo do ano foi recuperando sua saúde; retornou aos palcos em dezembro do mesmo ano. Seu grande retorno se deu no programa Conversa com Bial, onde conversou sobre sua vida e carreira com o apresentador e interpretou alguns sucessos.

Após dezessete dias internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Casa São Bernardo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, morreu em 3 de abril de 2021, aos 84 anos, de complicações decorrentes da Covid-19.

E para relembrar a voz que se tornou imortal em nossas mentes nada melhor que escutar a música: “Ninguém é de Ninguém”.

*Naldinho Rodrigues é locutor de rádio. Apresenta o programa Tocando o Passado pela Rádio Afogados FM, sempre aos domingos das 5 às 8 horas da manhã.

Edital da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD-DIPER) aberto até o próximo dia 15 de maio disponibilizará R$ 5 milhões para obras de estruturação e maquinário para associações com o objetivo de apoiar os arranjos produtivos das regiões.

Nesta quarta-feira (05), aconteceu no auditório da Secretaria de Educação, em Carnaíba, uma reunião com representantes da Secretaria Estadual de Ciências e Tecnologia, Sargento Quirino e Paulo Nogueira, que vieram, através do secretário da pasta, Lucas Ramos, hoje deputado licenciado, para oferecer apoio na elaboração dos projetos e concorrer ao edital que prevê financiamentos de R$ 100 a R$ 350 mil por projeto, de acordo com o porte e a demanda.

Participaram da reunião o prefeito Anchieta Patriota, o secretário de Agricultura, Anchieta Alves e integrantes da Associação dos produtores rurais de polpas de frutas e derivados, e fabricação de doces do sítio Lagoa do Caroá e adjacências (Caroá Polpas) e da Associação dos Apicultores de Carnaíba e Região (AAPIC).

Além de explicar como concorrer ao edital, eles darão total apoio na elaboração e encaminhamento dos projetos. Na reunião, as duas associações já elencaram alguns equipamentos que serão importantes para impulsionar o crescimento das instituições. Lembrando que as associações irão concorrer com projetos de todo o Estado, a participação não garante o financiamento, mas a elaboração atendendo aos critérios já é um bom diferencial.

A última sessão da Câmara Municipal de vereadores de Arcoverde foi marcada por embates sem duelo. Durante sua fala, a vereadora Célia Galindo (PSB) denunciou que “colegas” (vereadores) teriam ido ao Governo do Estado saber a lista de pessoas por ela indicadas nos órgãos estaduais no município para colocá-las no “olho da rua”.

“Colegas chegaram em repartições do estado de Pernambuco e pedir pra saber a lista do povo que eu indiquei porque eles querem tirar porque eu sou da oposição. Homi, vão se catar! Isso é um absurdo. Acham pouco os empregos que tem na Câmara, na Prefeitura e ainda estão procurando os pobres coitados, que são pessoas humildes que vão passar fome tirando esse povo porque votaram em mim”, afirmou a parlamentar socialista, mesmo partido do governador Paulo Câmara (PSB).

Ela criticou duramente a tentativa de outros vereadores, sem citar nomes, de exonerar pessoas simples para colocar apadrinhados seus. Para Célia Galindo isso é uma vergonha.

“Isso é uma verdadeira vergonha! Nós não podemos acreditar, no século 21 ainda existam pessoas desse jeito; que vai saber quem são as pessoas que a vereadora indicou. Eu indiquei a 10, 15, 20 anos…Tem pais de famílias que estavam chorando com medo, porque foram lá saber quem eram as pessoas que eu tinha indicado pra botar pra fora”, afirmou.

Célia Galindo foi eleita vereadora para um nono mandato pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), como aliada do governador Paulo Câmara e da ex-prefeita Madalena Brito, integrantes da legenda socialista a qual faz parte. Ela não apoiou o candidato do MDB, Wellington Maciel, eleito e cassado por abuso de poder político e econômico, apesar dele ter sido indicado pela ex-prefeita de Arcoverde.

Reprodução/Internet

Na semana que antecede o Dia das Mães, comemorado no próximo domingo (09), o Procon Recife divulgou uma pesquisa de preços de produtos voltados para a data. Os pesquisadores da unidade de educação do órgão visitaram, entre os dias 13 e 20 de abril, um total de 23 estabelecimentos no Recife, sendo 15 lojas físicas e oito virtuais, com o objetivo de promover a melhor referência de preços ao consumidor.

Foram pesquisados eletroeletrônicos (uso doméstico e pessoal), perfumaria e floricultura, com um total de 170 itens, como celular e tablet (sem vínculo com operadoras de telefonia móvel), secador de cabelo, escova secadora, cafeteira expresso, fritadeira, perfume de diversas marcas, flores de alguns tipos e arranjos.

As variações de preços encontradas pela fiscalização referem-se aos dias em que foi realizada a pesquisa, e por essa razão é importante que o consumidor esteja atento às possíveis mudanças nos preços dos produtos listados, inclusive por ocasião de descontos e promoções.

Na pesquisa de preços dos eletroeletrônicos (uso doméstico e pessoal), o Procon Recife encontrou uma considerável variação. Na pesquisa de preços referente à categoria prancha de cabelo, foi encontrado o maior percentual da pesquisa, 401,23%, no modelo prancha cerâmica EB06, da marca Multilaser, custando R$ 199,99 em um estabelecimento, e R$ 39,90 em outro. Continue lendo

Lula estimula PT a manter diálogo com Paulo Câmara

Após cumprir uma série de encontros políticos em Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve iniciar as visitas pelo Nordeste. De acordo com o senador Humberto Costa (PT) essa agenda será realizada em breve e Pernambuco certamente estará na rota. Questionado sobre como se dará estes encontros, diante da pandemia da covid-19, o parlamentar afirmou que serão reuniões pontuais. “Nós não pretendemos fazer nenhum tipo de aglomeração, na verdade, nós vamos conversar com as principais lideranças políticas de cada estado para falar um pouco sobre o reforço dessa luta com o auxílio emergencial, num valor maior, e também a luta para superarmos a pandemia”, declarou Costa nesta quarta-feira (05).

Mesmo sem citar uma data, no Palácio do Campo das Princesas existe uma expectativa de que Lula possa se encontrar com o governador Paulo Câmara (PSB) ainda neste mês de maio. Segundo um socialista, em reserva, o líder petista já tinha manifestado interesse em ter essa conversa pessoalmente com o PSB de Pernambuco. “Existe essa sinalização, mas pela própria dinâmica do processo, essa agenda poderá ocorrer ainda neste mês, ou no mais tardar em junho”, afirmou. No início deste mês, o governador se reuniu virtualmente com o ex-presidente para tratar de uma agenda que pudesse fortalecer as ações de combate a covid-19. Logo após essa conversa, que também contou com os presidentes nacionais das siglas, Gleisi Hoffmann (PT) e Carlos Siqueira (PSB), além de outros dirigentes dos dois partidos, Paulo Câmara foi apontado como um possível quadro para assumir a vaga de vice na chapa petista. Continue lendo

O presidente Jair Bolsonaro em evento no Palácio do Planalto nesta quarta-feira

Folha de S.Paulo

Sob pressão de depoimentos de dois ex-ministros da Saúde na CPI da Covid, o presidente Jair Bolsonaro disparou nesta quarta-feira (05) ameaças ao STF (Supremo Tribunal Federal) e realizou novos ataques à China, ao sugerir que o coronavírus poderia ter sido criado em laboratório pelos asiáticos.

O presidente fez as declarações em evento promovido pelo Ministério das Comunicações, no Palácio do Planalto, no dia em que senadores ouviram o ex-ministro Nelson Teich (Saúde) na CPI.

“Nas ruas já se começa a pedir que o governo baixe um decreto. Se eu baixar um decreto, vai ser cumprido, não será contestado por nenhum tribunal”, declarou Bolsonaro, renovando as ameaças de publicar uma norma para impedir que gestores locais fechem o comércio ou limitem a atividade econômica durante a crise sanitária.

“O que está em jogo e alguns [governadores e prefeitos] ainda ousam por decretos subalternos nos oprimir? O que nós queremos do artigo 5º [da Constituição] de mais importante? Queremos a liberdade de cultos, queremos a liberdade para poder trabalhar, queremos o nosso direito de ir e vir, ninguém pode contestar isso”, declarou o presidente.

Em outro trecho do discurso, ainda em um recado ao STF, Bolsonaro emendou: “Não ouse contestar [o decreto], quem quer que seja. Sei que o Legislativo não contestará”.

Especialistas afirmam que, apesar da insistência nesses pontos de retórica, não houve alteração no cenário das leis e da pandemia que permitam a Bolsonaro dar “canetadas” sem aprovação do Congresso ou barrar a autonomia de governadores e prefeitos na condução do combate à Covid — que inclusive já foi reconhecida pelo Supremo. Continue lendo

Casa lotérica no Rio de Janeiro Foto: Fábio Motta : Fabio Motta / Agência O Globo

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (05), um projeto que cria as loterias da Saúde e do Turismo. A iniciativa, que agora vai ao Senado, tem objetivo de arrecadar verba para ambos os setores afetados pela pandemia. 

Segundo o projeto de lei, a renda líquida dos concursos da “Loteria da Saúde”, bem como os valores de prêmios não reclamados,  serão destinados ao Fundo Nacional de Saúde (FNS).

A loteria da Saúde será permanente, mas os recursos serão revertidos, enquanto perdurar a crise sanitária, a “ações de prevenção, contenção, combate e mitigação dos efeitos da pandemia”.

Já a Loteria do Turismo será temporária e seus concursos somente poderão ser realizados até 31 de dezembro de 2021.

Os concursos, de acordo com o projeto, devem ser realizados pela Caixa Econômica Federal e autorizados pelo Ministério da Economia. A pasta do ministro Paulo Guedes vai definir “a forma, a periodicidade e a execução dos concursos, a fixação dos prêmios, o recolhimento do imposto de renda sobre a premiação, o valor unitário das apostas, percentuais e limites das despesas com o custeio e a manutenção do agente operador da loteria”.

Bolsonaro recebe ex-motorista do jogador de futebol Fernando Lucas Martins

Após cumprir compromissos oficiais na Capital Fluminense, o Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu Robson Oliveira, brasileiro que ficou preso durante cerca de dois anos e meio na Rússia.

“Sempre demos valor à liberdade. Tive contato com o [presidente russo Vladimir] Putin, que queria falar com o embaixador, e ele só podia assinar o indulto do Robson depois da condenação. A pena dele era de 20 anos de cadeia […] Várias autoridades entraram no circuito. A nossa Embaixada providenciou a retirada dele [Robson] no presídio, até a nossa Embaixada”, disse Bolsonaro, após o desembarque do motorista, que foi recebido por familiares e apoiadores.

Além de destacar o trabalho da Embaixada Brasileira na Rússia e do ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França, o Presidente agradeceu publicamente ao Governo Russo: “Faríamos isso por qualquer brasileiro em situação semelhante, porque a liberdade pra nós não tem preço. Publicamente, agradeço ao Presidente Putin e ao seu Governo, por ter assinado esse indulto que é tão marcante para todos nós, brasileiros”.

Entenda o caso

Em 2019, Robson Oliveira e a esposa dele foram contratados para serem motorista e cozinheira da família do ex-jogador da Seleção Brasileira, Fernando, na Rússia.  Continue lendo

Portal do FNDE - PDDE

Desde o início de março, cerca de 67% das escolas da educação básica do país já atualizaram o seu cadastro no Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), o equivalente a mais de 90 mil unidades de ensino. Gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o programa tem por finalidade prestar assistência financeira para as escolas, em caráter suplementar, a fim de contribuir para manutenção e melhoria da infraestrutura física e pedagógica, com consequente elevação do desempenho escolar. 

O coordenador-geral de Apoio à Manutenção Escolar da autarquia, Djailson Dantas, destaca a importância de as entidades estarem com o cadastro em dia. “É fundamental a atualização cadastral para que as escolas possam receber os recursos do PDDE Básico e das Ações Integradas no ano de 2021. Vale lembrar que a transferência dos recursos só acontece para as entidades que não tenham pendências com prestação de contas”, finalizou o coordenador-geral.

Escolas e secretarias que ainda não atualizaram as informações devem acessar o mais breve possível o PDDEWeb por meio do link https://www.gov.br/fnde/pt-br/assuntos/sistemas/pddeweb. Em caso de dúvidas, assista à capacitação sobre o PDDEWeb no canal do FNDE no Youtube ou acesse o passo a passo sobre a atualização cadastral, disponível aqui.  

Fies é destinado a estudantes que têm dificuldade de pagar mensalidade em faculdades privadas

O Plenário do Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (05), o Projeto de Lei (PL) 1.133/2020, do senador Jayme Campos (DEM-MT), que prorroga o período de suspensão de pagamento das obrigações relativas ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até o final de 2021. O texto agora segue para análise na Câmara dos Deputados.

Relator do texto, o senador Dario Berger (MDB-SC) defendeu a proposta como maneira de manter atrativa a formação no ensino superior brasileiro. “É importante que possamos criar cada vez melhores condições de programas que facilitam o ingresso da educação superior, casos do Fies e do Programa Universidade para Todos”, disse, durante seu voto. “Tenho convicção de que estaremos aprovando aqui um projeto importante e que trará um alívio para os muitos estudantes de norte a sul, de leste a oeste de todo o nosso Brasil”.

Na proposta original, do senado Jayme Campos (DEM-MT), a prorrogação era de 180 dias. Atendendo à maioria das emendas, o senador catarinense estendeu o prazo sob sua relatoria. “Os 180 dias, propostos pelo Senador Jayme Campos, venceriam agora, no dia 31 de julho. Como nós já estamos no mês de maio, o benefício para os estudantes brasileiros ocorreria só no mês de junho e julho; o benefício seria de apenas dois meses”, afirmou. Continue lendo

PRONAMPE/ Rodada de negócios de empresários do setor de moda do Rio de Janeiro, Conecta Moda, realizada na Firjan. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira (05), o PL 4139/2020, que institui o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). A proposta agora deve retornar para o Senado Federal.

A proposta foi apresentada pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO), e busca destinar ao Pronampe os recursos alocados pelo Tesouro Nacional a todos os programas emergenciais de crédito durante o período do estado de calamidade pública relacionado à covid-19, mas não utilizados até 31 de dezembro de 2020. A relatora na Câmara foi à deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Durante a votação de destaques, os deputados da oposição buscaram retirar do texto, sem sucesso, o texto no intuito de baixar os juros do programa, que hoje seriam da taxa Selic + 6% ao ano. O valor, considerado alto, acabou mantido. “Nós deveríamos estar discutindo um programa de auxílio emergencial para as empresas, assim como alguns países fizeram”, buscou ressaltar o deputado Helder Salomão (PT-ES). “Estamos tornando o Pronampe permanente, mas mantendo uma taxa de juros impraticável”.

“Precisávamos de um Pronampe mais ousado, mais agressivo”, discursou o líder do PCdoB na Câmara, Renildo Calheiros (PE), para quem “O governo não torna interessante que o micro e  o pequeno empresário procure o Pronampe, pois o juro é impagável”. Continue lendo

Nesta quarta-feira (05), os integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aprovaram a convocação de novas pessoas para prestarem depoimento. Entre os nomes estão o do ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o do ex-secretário-executivo do Ministério das Comunicações Fabio Wajngarten.

Eles devem comparecer ao Senado na próxima semana.

Além disso, os parlamentares também aprovaram a convocação de Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan; de Nísia Trindade, presidente da Fiocruz; de Marcelus Campelo, secretário de Saúde de Amazonas; e de representantes da Pfizer e da União Química, laboratório que produz a vacina russa Sputnik V no Brasil.

O cronograma de trabalho da CPI ficou da seguinte forma:

– Fabio Wajngarten e Pfizer na terça-feira (11);
– Representantes do Butantan e da Fiocruz na quarta-feira (12);
– Ernesto Araújo e representante da União Química na quinta-feira (13).

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados rejeitou, nesta quarta-feira (05), um projeto de lei que tinha por objetivo “enquadrar” ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A medida foi rejeitada por 33 votos a 32.

A proposta em questão era o PL 4754/2016, de autoria do deputado Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) e de outros parlamentares. O projeto visa tipificar, como crime de responsabilidade, a “usurpação de competência do Poder Legislativo ou do Poder Executivo” por parte dos ministros do STF. Com isso, os integrantes da Corte poderiam ser alvos de um processo de impeachment se um crime do tipo fosse cometido.

Veja os nomes dos deputados que votaram contra o projeto na CCJ:

  • Aguinaldo Ribeiro (PP-PB)
    Alencar S. Braga (PT-SP)
    Baleia Rossi (MDB-SP)
    Darci de Matos (PSD-SC)
    Edilazio Junior (PSD-MA)
    Fábio Trad (PSD-MS)
    Félix Mendonça Jr. (PDT-BA)
    Fernanda Melchioma (PSOL-RS)
    Gervásio Maia (PSB-PB)
    Gleisi Hoffmann (PT-PR)
    Hiran Gonçalves (PP-PR)
    José Guimarães (PT-CE)
    Juarez Costa (MDB-MT)
    Júlio Delgado (PSB-MG)
    Marcelo Aro (PP-MG)
    Márcio Biolchi (MDB-RS)
    Marcos Sampaio (MDB-PI)
    Margarete Coelho (PP-PI)
    Maria do Rosário (PT-RS)
    Orlando Silva (PCdoB-SP)
    Patrus Ananias (PT-MG)
    Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG)
    Paulo Teixeira (PT-SP)
    Pinheirinho (PP-MG)
    Pompeo de Mattos (PDT-RS)
    Rubens Bueno (Cidadania-PR)
    Rui Falcão (PT-SP)
    Samuel Moreira (PSDB-SP)
    Sérgio Brito (PSD-BA)
    Shéridan (PSDB -RR)
    Subtenente Gonzaga (PDT-MG)
    Tadeu Alencar (PSB-PE)
    Túlio Gadêlha (PDT-PE)

A Prefeitura de Santa Terezinha, no Sertão do Pajeú, através do setor de Obras começou na manhã desta quarta-feira (05), a retirar as palmeiras dos canteiros centrais das ruas principais sede do município, que são a José Romão de Araújo e Edson Morato de Holanda,. As árvores estão sendo realocadas na entrada da cidade na PE-285, no sentido São José do Egito.

O prefeito Delson Lustosa (Podemos), anunciou que mandou fazer um projeto para construção de novos canteiros centrais e vem buscando recursos para melhorar o visual da cidade, principalmente as ruas com maior fluxo de trânsito.

No mês passado o gestor terezinhense recebeu a visita do seu deputado estadual Gustavo Gouveia, onde visitaram o local que será construído os novos canteiros.

Sobre as palmeiras que foram plantadas na gestão do ex-prefeito Teógenes Lustosa, existia um impasse, pois alguns queriam que elas fossem derrubadas, devido as suas raízes que contribuíram para o desmonte dos canteiros, outros não aceitavam que elas fossem derrubadas. A solução encontrada, segundo o Blog do Pereira, foi o realocamento das árvores, que estão sendo aproveitadas para deixar a entrada da cidade mais apresentável. 

O problema maior que essas duas ruas enfrentam, assim como a parte baixa da cidade é quanto à tubulação dos esgotos, com manilhas muito pequenas que não suportam a força das águas, se rompem e faz com que o calçamento ceda, o que deve ser solucionado com esse novo projeto.

Chico Porto /Acervo JC Imagem

JC

Quem não lembra do Cimento Nassau do poderoso Grupo João Santos, que já chegou a ser um dos maiores da América Latina? O grupo já chegou a ter um faturamento de R$ 3 bilhões em 2010 e cresceu na esteira do aumento do consumo do cimento que ocorreu no Brasil até a crise de 2014/2015. A crise na construção civil provocada pelos anos de pouco crescimento econômico, a morte de um dos seus fundadores, o empresário João Santos, e uma acirrada disputa dos herdeiros pelo controle da empresa levou o grupo a um impasse que começou atrasando o pagamento dos salários e foi parar em processos na Justiça do Trabalho e na operação realizada nesta quarta-feira (05) pela Polícia Federal.

Do Amazonas ao Espírito Santo, são 11 fábricas de cimento, incluindo uma localizada em Itapessoca, em Goiana. Desse total, nove já estavam paralisadas desde 2018. Quando elas estavam em pleno vapor, o grupo chegou a ter 13% de marketing share de todo o cimento produzido no Brasil. Do faturamento de R$ 3 bilhões em 2010, o cimento respondia por 60% desse total. Em 2018, o faturamento do grupo não chegava a R$ 1 bilhão.

As atividades do grupo também incluíam comunicação, coma TV Tribuna em Pernambuco e no Espírito Santo, papel e celulose, açúcar, transporte e mineração. Nos anos 90, foram publicadas várias matérias sobre inovações que estavam sendo implantadas na Usina Santa Teresa, em Goiana, e também na Celulose e Papel de Pernambuco (Cepasa) instalada em Jaboatão dos Guararapes. Inteiro, o grupo tem 47 empresas. O conglomerado chegou a ter cerca de 14 mil funcionários por volta de 2010. Em 2013, este número já tinha sido reduzido à metade.

O fundador do grupo, o empresário João Santos faleceu em 2009, aos 101 anos. Dos seis filhos do empresário, quatro estão vivos. Depois disso, a briga sucessória pelo comando do conglomerado ocorreu entre dois grupos, dividindo os irmãos. Um grupo é formado por José e Fernando Santos, que sucedeu o fundador na presidência do grupo. Os dois juntos detêm 32% de todo o patrimônio, segundo uma matéria publicada pelo Valor Econômico em 2018. Continue lendo