Geral

Bolsonaro recebe ex-motorista do jogador de futebol Fernando Lucas Martins

Após cumprir compromissos oficiais na Capital Fluminense, o Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu Robson Oliveira, brasileiro que ficou preso durante cerca de dois anos e meio na Rússia.

“Sempre demos valor à liberdade. Tive contato com o [presidente russo Vladimir] Putin, que queria falar com o embaixador, e ele só podia assinar o indulto do Robson depois da condenação. A pena dele era de 20 anos de cadeia […] Várias autoridades entraram no circuito. A nossa Embaixada providenciou a retirada dele [Robson] no presídio, até a nossa Embaixada”, disse Bolsonaro, após o desembarque do motorista, que foi recebido por familiares e apoiadores.

Além de destacar o trabalho da Embaixada Brasileira na Rússia e do ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França, o Presidente agradeceu publicamente ao Governo Russo: “Faríamos isso por qualquer brasileiro em situação semelhante, porque a liberdade pra nós não tem preço. Publicamente, agradeço ao Presidente Putin e ao seu Governo, por ter assinado esse indulto que é tão marcante para todos nós, brasileiros”.

Entenda o caso

Em 2019, Robson Oliveira e a esposa dele foram contratados para serem motorista e cozinheira da família do ex-jogador da Seleção Brasileira, Fernando, na Rússia.  Continue lendo

Chico Porto /Acervo JC Imagem

JC

Quem não lembra do Cimento Nassau do poderoso Grupo João Santos, que já chegou a ser um dos maiores da América Latina? O grupo já chegou a ter um faturamento de R$ 3 bilhões em 2010 e cresceu na esteira do aumento do consumo do cimento que ocorreu no Brasil até a crise de 2014/2015. A crise na construção civil provocada pelos anos de pouco crescimento econômico, a morte de um dos seus fundadores, o empresário João Santos, e uma acirrada disputa dos herdeiros pelo controle da empresa levou o grupo a um impasse que começou atrasando o pagamento dos salários e foi parar em processos na Justiça do Trabalho e na operação realizada nesta quarta-feira (05) pela Polícia Federal.

Do Amazonas ao Espírito Santo, são 11 fábricas de cimento, incluindo uma localizada em Itapessoca, em Goiana. Desse total, nove já estavam paralisadas desde 2018. Quando elas estavam em pleno vapor, o grupo chegou a ter 13% de marketing share de todo o cimento produzido no Brasil. Do faturamento de R$ 3 bilhões em 2010, o cimento respondia por 60% desse total. Em 2018, o faturamento do grupo não chegava a R$ 1 bilhão.

As atividades do grupo também incluíam comunicação, coma TV Tribuna em Pernambuco e no Espírito Santo, papel e celulose, açúcar, transporte e mineração. Nos anos 90, foram publicadas várias matérias sobre inovações que estavam sendo implantadas na Usina Santa Teresa, em Goiana, e também na Celulose e Papel de Pernambuco (Cepasa) instalada em Jaboatão dos Guararapes. Inteiro, o grupo tem 47 empresas. O conglomerado chegou a ter cerca de 14 mil funcionários por volta de 2010. Em 2013, este número já tinha sido reduzido à metade.

O fundador do grupo, o empresário João Santos faleceu em 2009, aos 101 anos. Dos seis filhos do empresário, quatro estão vivos. Depois disso, a briga sucessória pelo comando do conglomerado ocorreu entre dois grupos, dividindo os irmãos. Um grupo é formado por José e Fernando Santos, que sucedeu o fundador na presidência do grupo. Os dois juntos detêm 32% de todo o patrimônio, segundo uma matéria publicada pelo Valor Econômico em 2018. Continue lendo

Pessoas assistem lançamento do foguete Longa Marcha 8 Y-1 em Hainan, na China

Os Estados Unidos estão acompanhando o trajeto de um foguete chinês descontrolado que deve reentrar na atmosfera da Terra no fim de semana. Há receio de onde alguns dos destroços poderão cair.

O foguete chinês foi utilizado no lançamento de um módulo que marca o início do plano de Pequim, de construção de uma estação espacial que deve ficar completa no fim de 2022.

O módulo foi lançado em um dos maiores foguetes de transporte que a China tem, precisamente o mesmo que está agora em queda descontrolada, de acordo com o Pentágono.

O local exato de reentrada do equipamento só pode ser determinado algumas horas antes de ocorrer, de acordo com o Esquadrão de Controle Espacial norte-americano.

Apesar de a maior parte dos destroços acabar por se incendiar na entrada na atmosfera, o tamanho do foguete, de 22 toneladas, cria o receio de que algumas partes podem não se desintegrar e eventualmente atingir áreas da Terra.

Apesar de tudo, o risco é pequeno. Jonathan McDowell, astrofísico da Universidade de Harvard, disse que a situação não deve criar grandes problemas. “Acho que as pessoas podem ficar descansadas. O risco de atingir alguma coisa ou alguém é muito pequeno. Pode acontecer, mas não perderia o meu sono por causa dessa possibilidade tão pequena”. 

O astrofísico diz ainda que a melhor aposta sobre onde os destroços vão cair é no oceano Pacífico, simplesmente “porque ocupa o maior espaço da Terra”.

A Polícia Federal (PF) em Pernambuco deflagrou, na manhã desta quarta-feira (05), a Operação Background. A ação é referente ao Grupo João Santos – Cimento Nassau, do Nordeste, com atuação em âmbito nacional.

Segundo as investigações iniciais, as fraudes do grupo somam R$ 8,64 bilhões, um prejuízo para os cofres públicos e para os trabalhadores da empresa.

A operação indica a prática de crimes tributários, financeiros, contra a organização de trabalho, de fraude à execução, de lavagem de dinheiro e de constituição de organização criminosa.

Foram expedidos 53 mandados de busca e apreensão e sequestro e bloqueio de bens e valores de investigados.

As ordens judiciais, emitidas pela 4ª Vara da Justiça Federal em Pernambuco, são cumpridas por 240 policiais federais em Pernambuco, São Paulo, Amazonas, Pará e Distrito Federal.

Nota oficial

A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou, na manhã de hoje, a Operação Background com a finalidade de dar cumprimento a 53 (cinquenta e três) mandados de busca e apreensão, além do sequestro e bloqueio de bens e valores de investigados, todas as ordens determinadas pelo Juízo da 4ª Vara da Justiça Federal em Pernambuco.

Ao todo, mais de 240 Policiais Federais cumprem as medidas judiciais nos Estados de Pernambuco, São Paulo, Amazonas, Pará e Distrito Federal.

A investigação, que conta com o apoio da Receita Federal do Brasil e da Procuradoria Regional da Fazenda Nacional – 5ª Região, apura a prática de crimes tributários (art. 1º, I, e art. 2º, II, da Lei nº 8.137/90), financeiros (art. 16 da Lei nº 7.492/86), de fraude à execução (art. 179 do Código Penal), contra a organização do trabalho (art. 203 do Código Penal), de organização criminosa (art. 2º da lei 12.850/2013) e de lavagem de dinheiro (artigo 1º da Lei 9.613/98), por parte de integrantes de um dos maiores Grupos Empresariais do Nordeste, com atuação em âmbito nacional. Continue lendo

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

JC

A Coluna Mobilidade, na série de reportagens JC nas Estradas, está percorrendo alguns dos principais eixos rodoviários da Região Metropolitana do Recife. A proposta é mostrar os gargalos viários, o impacto da transformação de muitas dessas estradas em avenidas urbanas para a população, e dentro do possível, fazer sugestões que possam melhorar a infraestrutura.

Para validar as visitas, conta com a parceria de engenheiros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PE). Na Estrada da Curcurana, a participação foi do vice-presidente do Crea-PE, Stênio Cuentro, e do consultor em pavimentação e professor do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), Sidiclei Magalhães.

ESTREITA, SEM SEGURANÇA E COM CONFLITOS CONSTANTES

Quem conhece a história da Estrada da Curcurana, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, há de concordar que ela já foi muito, muito pior do que está atualmente. Os trabalhos de recapeamento e drenagem que a Prefeitura de Jaboatão finalizou ainda no fim de 2020, de fato, melhoraram a situação da via, mas ela segue perigosa e necessitando de um projeto que minimize os conflitos entre os veículos e os ciclistas. Protagonista em toda a extensão da Curcurana, a bicicleta é o lado mais frágil do trânsito local.

Andamos com muito, muito medo. Precisamos usar a bicicleta porque o custo é menor e porque para circular no bairro ela é fundamental. Mas é arriscado demais. “A via é muito estreita e os carros não aliviam para a gente”, relata a vendedora autônoma Kelly Santana, que desafia a Curcurana diariamente pedalando e ainda levando a filha na cadeirinha. Continue lendo

O ex-ministro Eduardo Pazuello: recados do Exército para se apresentar à paisana na CPI

Por Bela Megale/O Globo

No depoimento que faria nesta quarta-feira (05), na CPI da Covid, Eduardo Pazuello tinha como um dos principais alvos o Supremo Tribunal Federal (STF). Nos treinamentos que fez durante o fim de semana, o ex-ministro calibrou suas respostas para retirar a responsabilidade do governo Bolsonaro pelas mais de 400 mil mortes e jogar sobre a corte.

Um dos argumentos que o general pretendia usar em sua fala é repetido à exaustão pelo presidente Bolsonaro. A tese é de que a decisão do STF de conferir a Estados e municípios autonomia para deliberar sobre as medidas de isolamento social teria impossibilitado que o governo federal tivesse um plano centralizado para combater a pandemia.

Outro argumento de defesa de Pazuello mirava, especificamente, um integrante do Supremo, o ministro Luís Roberto Barroso. Sua história é a seguinte: Barroso, que é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deveria ter atuado para impedir a realização das eleições municipais de 2020, porque o pleito teria sido um dos fatores que impulsionaram a segunda onda da pandemia. Barroso é o mesmo ministro que determinou que o Senado instaurasse a CPI da Covid, após acatar pedido de parlamentares.

Integrantes do governo acreditam que esse roteiro deve ser mantido, mesmo com o adiamento do depoimento de Pazuello para o dia 19. Senadores governistas solicitaram que a fala de Pazuello ocorresse por meio de videoconferência, após o general alegar que teve contato com infectados pela Covid-19, embora não tenha se furtado em circular por shopping sem o uso da máscara. O depoimento presencial, porém, foi remarcado, para a infelicidade do Palácio, que não tem boas expectativas sobre a ida do ex-ministro.

Estadão

O WhatsApp anunciou nesta terça-feira (04) que pessoas físicas poderão transferir dinheiro por meio do aplicativo de mensagens, sem a cobrança de taxas. O recurso, chamado de WhatsApp Pay, começa a ser implementado gradualmente entre os usuários da plataforma nas próximas semanas.

O serviço estará disponível para clientes com cartões de débito, pré-pago ou combo das seguintes instituições financeiras: Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú, Mercado Pago, Next, Nubank, Sicredi e Woop Sicredi, com as bandeiras Visa e Mastercard.

A parceria com as grandes instituições foi antecipada pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. Operado pela Cielo, o modelo segue aberto para outras empresas interessadas em se tornarem parceiras. Cartões de crédito não foram contemplados.

Foram estabelecidos limites sobre os valores a serem transferidos. Os usuários podem enviar até R$ 1 mil por transação e receber 20 transferências por dia, com limite de R$ 5 mil por mês. Os bancos parceiros podem estabelecer um limite menor para transações. Para usar o WhatsApp Pay, é preciso que o brasileiro tenha número de telefone cadastrado no país para que as transações em moeda local sejam autorizadas.

Clique aqui para saber mais sobre este recurso.

O presidente executivo do Facebook (empresa também dona dos aplicativos WhatsApp e Instagram), Mark Zuckerberg, comemorou em vídeo o lançamento da plataforma no Brasil e afirmou que o Brasil é um dos primeiros países do mundo a receber a novidade.

– Isso porque sabemos o quanto o WhatsApp é importante para o Brasil. Continue lendo

O ator Paulo Gustavo não resistiu à luta contra a Covid-19 e morreu nesta terça-feira (04). Ele tinha 42 anos e estava internado em um hospital no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março.

– Às 21h12 desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da covid-19 e suas complicações. Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento, disse uma nota da equipe do ator.

Novas informações sobre a saúde do humorista foram compartilhadas nesta segunda-feira (03), revelando que ele sofreu uma embolia, insuficiência cardíaca e lesões cerebrais devido a uma fístula broncovenosa (abertura entre os pulmões e as veias).

Já na noite desta terça-feira (04), um novo boletim médico sobre o estado de saúde do artista informou que ele tinha um quadro irreversível.

– A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos – afirmou a nota.

Enquanto estava internado, Paulo Gustavo chegou a ser submetido a um tratamento conhecido como Oxigenação por Membrana Extracorpórea, (ECMO), na sigla em inglês, medida que tem ação mais complexa que o ventilador mecânico.

A técnica funciona como um pulmão adicional e possibilita que o paciente tenha tempo e condição clínica para se recuperar. A técnica faz a circulação e a oxigenação artificiais do sangue por meio de uma máquina ligada ao paciente por cateteres.

Na sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) julgou procedentes duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs), ajuizadas pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que tratam de leis municipais que preveem pensões para viúvas de ex-servidor da cidade de Cedro e prefeitos de Floresta, ambas localizadas no Sertão pernambucano, que falecerem no exercício do mandato.

“Tivemos uma grande vitória na atuação, enquanto instituição fiscalizadora dos princípios constitucionais, pois longe de buscar satisfazer o interesse público, principalmente no contexto social permeado por uma pandemia de escala global, os dois Executivos municipais procuraram garantir uma benesse injustificada e que colocou em xeque o princípio da impessoalidade. Assim, houve uma violação do interesse público, onerando-se de forma hereditária o erário. A nossa atuação sempre será pautada pela priorização do interesse de todos”, disse o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Paulo Augusto Freitas.

A ADI contra a Lei Municipal n.º 262/2009, de Cedro, foi ajuizada pelo MPPE por instituir e disciplinar, em seu artigo primeiro, o recebimento de pensão especial por viúva de um ex-servidor, ferindo, frontalmente, os princípios da moralidade administrativa e da impessoalidade, previstos no caput do art.97 da Constituição Estadual. Para o MPPE, a concessão, através de Lei, de verba remuneratória vitalícia, às expensas dos recursos públicos, configura desvio ético condenável, implicando em ofensa ao princípio da moralidade.

Já a segunda ação ajuizada foi contra a Lei Municipal n.º 170/1999, de Floresta, por conceder uma pensão mensal no valor de 50% dos subsídios do prefeito à esposa daquele que falecer no exercício do mandato. No entendimento do MPPE, a concessão de benesse remuneratória vitalícia aos cônjuges sobreviventes dos Chefes do Executivo Municipal, em caso de falecimento no curso do mandato, às expensas dos recursos públicos, configura também desvio ético condenável, implicando, por conseguinte, em ofensa ao princípio da moralidade, previsto no caput do art.97 da Constituição Estadual.

“É imperiosa a necessidade da administração pública observar de forma contundente e irrestrita os princípios da moralidade e impessoalidade (Artigo 37, § 1º da CF). Os agentes públicos, devem, necessariamente, como forma de agir com probidade, abandonar velhas práticas, como é esta de tornar o cargo de prefeito vitalício no que concerne ao pagamento de pensões a viúvas de ex-prefeitos. Vamos continuar interpondo as ações cabíveis, pois admitir a continuidade do pagamento das pensões a viúvas de prefeitos significaria romper com o regime previdenciário constitucional, bem como desrespeitar o interesse público, onerando-o de forma hereditária”, pontuou o subprocurador-geral de Justiça em assuntos Jurídicos, Francisco Dirceu Barros.

Brigadistas combatem o incêndio na Chapada Diamantina  (Mateus Pereira/GOVBA)

Portaria conjunta dos ministérios da Economia e do Meio Ambiente publicada nesta terça-feira (04) no Diário Oficial da União autoriza o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) a contratar, por tempo determinado, até 1.659 profissionais para o atendimento de emergências ambientais.

Os contratos terão validade de até seis meses e o valor da remuneração será definido pelo Ibama.

De acordo com a Portaria nº 46, há previsão para contratar até 912 brigadistas, 160 chefes de esquadrão e 71 chefes de brigada, no caso das “brigadas normais”.  Já para as brigadas especializadas foi autorizada a contratação de 393 brigadistas, 53 chefes de esquadrão e 25 chefes de brigada.

Serão contratados também 40 gerentes estaduais e cinco gerentes federais.

O Tribunal de Contas de Pernambuco retomou nesta terça-feira (04), as atividades presenciais que estavam suspensas desde o dia 02 de março, devido ao agravamento dos casos de Covid-19 no Estado.

O atendimento virtual, que passou a funcionar quando o TCE entrou em trabalho remoto, vai permanecer. O serviço acontece ao vivo, em salas de videoconferência, no horário das 07h às 13h, de segunda a sexta-feira, para contato direto com servidores de gabinetes de conselheiros, Ministério Público de Contas, auditorias, e vários outros setores.

Para garantir o retorno seguro ao trabalho presencial, a gestão retomou os cuidados para viabilizar o funcionamento mínimo e necessário dos serviços oferecidos, atendendo às orientações das autoridades de saúde. 

Além da medição da temperatura, todas as pessoas que acessarem o prédio, público ou servidores, terão que usar máscara nas dependências do TCE, manter o distanciamento mínimo de 1,5 metros nas salas e utilizar álcool em gel para higienizar as mãos. 

A entrada do público externo na biblioteca, no restaurante, na Escola de Contas e no posto do Bradesco, bem como o acesso aos caixas eletrônicos e a outros locais de uso coletivo nas dependências do TCE, permanece suspensa, com exceção das situações previstas no protocolo de segurança por meio de agendamento.

Para agendar o atendimento é só acessar o banner Agendamento na página eletrônica do TCE, escolher uma área, descrever o serviço e os participantes, e por fim registrar a solicitação. Continue lendo

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou nesta terça-feira (04) uma carta na qual solicita que prefeitos e vereadores revejam as regras de cada município para implantação de infraestrutura para serviços de telecomunicações.

Segundo a agência, entre os maiores obstáculos estão à dificuldade na obtenção de licenças para a instalação de torres e locais para antenas. “Os entraves prejudicam sobremaneira a expansão da cobertura das redes e a qualidade dos serviços”, argumenta o órgão regulador.

Eis a íntegra da carta

No documento, a Anatel afirma ainda que, com a chegada da rede 5G, será necessário um número maior de antenas para suportar a tecnologia. “Assim, em vista da nova conjuntura e considerando as melhores práticas, é recomendável rever e centralizar as regras e procedimentos de análise e adotar sistemas baseados em peticionamento e tramitação eletrônica”, sugere.

A agência propõe ainda que seja dispensada a necessidade de autorização ambiental em área urbana em casos que não envolvam retirada significativa de vegetação ou instalação em áreas de preservação.

Segundo o ministro Comunicações, Fábio Faria, entre as metas previstas com a implantação do 5G está à instalação de 44 mil antenas até 2029. “Com isso, sabemos que o 5G precisa de 10 vezes mais antenas”, afirmou durante o lançamento do movimento “Antene-se“, promovido por organizações do setor e da indústria para melhorar a infraestrutura de telecomunicações no país, realizado nesta 3ª feira.

O deputado licenciado declarou ainda que o Ministério também fará pressão junto às autoridades municipais para que atualizem as legislações e normas de cada cidade. Ele reforçou que, em 2020, foi assinado um decreto que regulamenta a Lei Geral das Antenas, cujas determinações incluem justamente a celeridade nos processos de licenciamento. Continue lendo

A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), está alertando as pessoas cadastradas para vacinação contra a Covid-19 sobre possíveis tentativas de golpes utilizando a vacinação como pano de fundo. Criminosos estão se passando por servidores, nas redes sociais, para tentar conseguir dados pessoais dos usuários e clonar o WhatsApp. A gestão identificou um desses casos e registrará um Boletim de Ocorrência na Polícia.

A Prefeitura do Recife utiliza o WhatsApp, SMS e E-mail para enviar lembretes sobre o reagendamento, e, por meio do relacionamento em redes sociais, também responde a dúvidas de usuários nos canais oficiais da Prefeitura. Porém, em nenhum desses casos é solicitado qualquer código ou dados pessoais dos usuários. A orientação é que, em caso de dúvida, a pessoa entre em contato pelo chatbot oficial do Recife Vacina, disponível dentro do Conecta Recife, um ícone semelhante ao do WhatsApp, localizado no canto inferior direito.

Reagendamento

Todas as pessoas que tinham agendamento entre a última quinta-feira (29) e o próximo dia 9, para tomar a segunda dose da Coronavac, já receberam mensagens da Prefeitura do Recife explicando sobre o adiamento e a nova data. Um dia antes de cada marcação também são enviados lembretes por e-mail, SMS e por WhatsApp. Continue lendo

Governo federal negou quaisquer falhas de segurança e comprometimento de informações

O governo federal teve mais de 68 mil credenciais expostas nos últimos meses após uma série de vazamentos que foram compilados e divulgados em fóruns de cibercriminosos. A informação é do site The Hack, que se baseou em análise da Shyunt, desenvolvedora de soluções de segurança da informação. 

De acordo com a agência, o vazamento pode ser considerado o maior da história da internet, com 3,28 bilhões de senhas, vinculadas a 2,18 bilhões de e-mails de representantes de governos, órgãos judiciários e empresas privadas de todo o mundo sendo expostas. Em nota, o governo Bolsonaro negou quaisquer falhas de segurança que comprometeram informações do Estado (veja a resposta completa abaixo). 

Este banco de informações roubadas teria sido publicado no dia 2 de fevereiro deste ano, no mesmo fórum onde foram divulgados os dados pessoais e os CPFs de 223 milhões de brasileiros um mês antes. 

Das 3,28 bilhões de senhas expostas, 1,5 milhão são de e-mails governamentais. O site ainda apontou que os Estados Unidos é o país mais afetado, com mais de 625 mil senhas de e-mails expostas. 

Com 9,78 milhões de senhas vazadas, o Brasil ocupa o quarto lugar na lista de senhas de governos mais vazadas, com 68,535 (0,70% de 9.78 milhões) senhas expostas. Outros países como o Reino Unido, Austrália, Brasil, Canadá, África do Sul, México e França também foram afetados. Continue lendo

Recenseador - Foto: Simone Mello/Agência IBGE Notícias

Portal Brasil61

Em razão da pandemia, o Censo demográfico que seria realizado em 2020 precisou ser adiado para este ano. No entanto, a pesquisa que levanta dados populacionais do Brasil foi cancelada em 2021 por falta de orçamento. 

Inicialmente estavam previstos R$ 2 bilhões para realização da pesquisa, mas, durante a tramitação da Lei Orçamentária Anual (LOA) no Congresso Nacional, a verba destinada foi de apenas R$71 milhões. Diante disso, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, confirmou a inviabilidade para realizar o Censo deste ano.

“Não há previsão orçamentária para o Censo, portanto ele não se realizará em 2021. As consequências e gestão para um novo Censo serão comunicadas ao longo desse ano, em particular em decisões tomadas na Junta de Execução Orçamentária”, afirmou Rodrigues durante coletiva de imprensa sobre a LOA.

Em nota enviada para a reportagem do Portal Brasil61, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que não tem estratégias para realizar a pesquisa em outro formato neste ano e que os R$71 milhões serão usados nos preparativos do Censo para 2022.

O Censo é uma pesquisa que deve ser realizada a cada 10 anos pelo IBGE, como determina a Lei 8.184/1991. O levantamento realiza uma ampla coleta de dados sobre a população brasileira e permite traçar um perfil socioeconômico do país. Os pesquisadores do órgão visitam os domicílios e entrevistam os moradores para obter dados sobre nível de estudo, trabalho, condição de vida, saúde, entre outras informações.

Por lei, toda a população é obrigada a fornecer informações ao IBGE, que garante o sigilo. Os dados são utilizados em programas e projetos que vão contribuir para orientar investimentos e subsidiar políticas implementadas pelas três esferas de governo.