Policial

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

A prisão de um homem suspeito de estuprar de pelo menos 14 mulheres – incluindo adolescentes – na Região Metropolitana do Recife, nesta terça-feira, mostra que a violência sexual continua presente e com altos números em Pernambuco. De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), 585 pessoas foram vítimas de estupro apenas no primeiro trimestre deste ano. Em 69,57% dos casos, as vítimas têm até 17 anos de idade. 

Os dados mostram que 193 dos abusos contabilizados no Estado foram praticados contra meninos e meninas de até 11 anos. Já 214 foram contra adolescentes de 12 a 17 anos. 

Na semana passada, uma adolescente de 16 anos afirmou, por meio das redes sociais, que foi vítima de estupro coletivo praticado por oito homens na praia de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. A Polícia Civil está investigando o caso. 

No recorte por faixa etária, as vítimas do sexo feminino lideram: 514, ou seja, 87,86% do total de casos. Já 65 (11,11%) são do sexo masculino. E seis casos estão indefinidos, segundo a SDS. 

COMO DENUNCIAR

Denúncias de abusos sexuais podem ser feitas pelo número 190, da Polícia Militar, ou na delegacia mais próxima. Vale reforçar que em algumas cidades, e exemplo do Recife e de Paulista, há delegacias especializadas. Na capital, a Delegacia de Polícia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente funciona na Rua Benfica, 1008, na Madalena. O contato é: 3184-3593. 

Segundo a PM, os 150 tabletes de maconha pesaram 124,5 quilos e foram levados para a Central de Plantões da Polícia Civil, no Recife  — Foto: Ana Regina/TV Globo

Uma ação da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), resultou na apreensão de 150 tabletes de maconha, nesta segunda-feira (03), na BR-101, no Recife. Segundo a PM, o carregamento, encontrado em um carro, com placa do Ceará, totalizou 124,5 quilos da droga. Um homem foi preso em flagrante.

O homem preso foi identificado como Onofre Tavares de Araújo Filho, de 32 anos. Ele informou que atuava como motorista de transporte por aplicativos.

O flagrante foi registrado na Central de Plantões (Ceplanc), na Zona Norte da cidade. Segundo a PM, ele seria autuado por tráfico de drogas ainda nesta segunda. A Polícia Civil informou que o homem será encaminhado para audiência de custódia.

A operação ocorreu no bairro da Guabiraba, na Zona Norte da capital pernambucana, durante rondas realizadas por equipes da Companhia Independente de Policiamento com Motocicleta (CIPMoto).

Segundo o comandante do grupamento, major Petrus Genoíno, as equipes receberam informações sobre o transporte de droga no veículo com placa do Ceará e fizeram abordagem.

“Ele ainda tentou fugir, mas foi alcançado na BR-101. Não houve reação”, afirmou. Continue lendo

Na Avenida Conselheiro Rosa e Silva, no Recife, policiais militares imobilizaram homens envolvidos na confusão na sede do Náutico — Foto: Reprodução/WhatsApp

Um grupo de homens com barrotes e barras de ferro tentou invadir o estádio do Clube Náutico Capibaribe, localizado no bairro dos Aflitos, na Zona Norte do Recife, neste domingo (02). De acordo com a Polícia Militar (PM), eles forçaram portões de entrada na Rua da Angustura.

A PM informou que foi acionada para conter uma tentativa de depredação. “Policiais militares do 13º Batalhão seguiram para o local, mas os suspeitos já haviam se evadido. O efetivo do Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati), se encontra no local”, afirmou no texto.

Pela imagens, é possível ver policiais militares imobilizando e revistando alguns homens na calçada da Avenida Conselheiro Rosa e Silva, nessa mesma área da cidade, após a confusão na sede do Náutico, horas antes do clássico com o Sport, pelo Campeonato Pernambucano, na Ilha do Retiro.

Homem condenado por estelionato foi preso no Recife pela Polícia Rodoviária Federal — Foto: PRF/Divulgação

G1

Um homem de 57 anos foi preso no bairro da Iputinga, na Zona Oeste do Recife após fugir de uma fiscalização policial, no Rio Grande do Norte (RN). A prisão ocorreu neste domingo (02), na BR-101.

Ele havia sido condenado a 45 anos de prisão pelo crime de estelionato e tinha passagem pela polícia por homicídio, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A prisão dele, que estava em um carro de locadora, ocorreu durante uma abordagem no quilômetro 65 da rodovia. Os policiais descobriram que, contra o motorista, havia um mandado de prisão em aberto, emitido pela Vara de Execução Penal de João Pessoa desde setembro de 2020.

Os policiais também encontraram um boletim de ocorrência aberto em 17 de abril de 2021 sobre um golpe que o mesmo homem aplicou contra um comerciante do município de Goiana, na Zona da Mata de Pernambuco, de acordo com a PRF.

A equipe descobriu, ainda, que o suspeito havia fugido de uma abordagem realizada no Rio Grande do Norte, no momento em que os policiais estavam consultando a documentação do motorista. Ao ser abordado, no Recife, o homem informou que tinha passagem na polícia por estelionato e homicídio.

Depois de detido, ele foi levado à Central de Plantões da Capital, em Campo Grande, na Zona Norte do Recife.

Três cidades do Sertão pernambucano viveram momentos de terror na última segunda-feira. Os moradores das cidades de Petrolina, Salgueiro e Terra Nova se recuperam de susto e momentos de aflição, após três homens conseguiram, sozinhos, promover uma onda de assaltos nas cidades. Em poucas horas, eles fizeram pelo menos cinco roubos em vários sítios das zonas rurais das cidades.

A ação começou na zona rural de Terra Nova e, a todo momento, os criminosos estavam armados. No Sítio Malhado do Canto, os bandidos levaram uma motocicleta. Em seguida, os criminosos foram em direção à casa de uma família de agricultores no Sítio Destino, onde assaltaram a residência dos produtores agrícolas.

Logo depois, os bandidos foram até o Sítio Novos e assaltaram um bar no local. Não contentes com tudo isso, os bandidos foram até Pau Ferro, este já pertencente à cidade de Petrolina, e roubaram mais duas motocicletas.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Salgueiro. Procurados, os investigadores disseram que ainda não podem repassar os detalhes das investigações.

REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

O tatuador de 23 anos, suspeito de assassinar a vendedora pernambucana Patrícia Roberta Gomes da Silva, de 22, que era sua amiga de infância, foi preso na noite desta terça-feira (27) em João Pessoa, na Paraíba. A informação foi confirmada pelo comandante da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller Chaves. 

O homem foi encontrado por profissionais da Força Tática do 5ª Batalhão da Polícia Militar em uma casa no bairro Mangabeira III. Antes, a PM chegou a um amigo dele, que teria “informações importantes” a respeito do crime. De acordo com a imprensa paraibana, a motocicleta que transportou o corpo para a área de mata também foi apreendida. Mais informações sobre a prisão devem ser divulgadas nesta quarta-feira (28).

O assassinato de Patrícia Roberta

Patrícia saiu de Caruaru, no Agreste do Estado, onde mora, na última sexta-feira, para encontrar o amigo. Dois dias depois, numa troca de mensagens de WhatsApp com a mãe, a vendedora se mostrou aflita porque estaria trancada no apartamento dele. Depois, avisou que estava tudo bem. E não mais respondeu à mãe.

Na madrugada desta terça-feira (27), vizinhos entraram em contato com a polícia para denunciar terem visto o suspeito saindo do prédio com um tonel de lixo em um carrinho de mão. Um dos vizinhos teria seguido e visto quando o tonel caiu, e desconfiou que pudesse se tratar de um corpo. Pouco depois, o suspeito é filmado por câmeras de segurança saindo de moto levando o mesmo volume estranho. Continue lendo

Sede da Polícia Civil de Pernambuco fica no Centro do Recife — Foto: Reprodução/Google Street View

A Polícia Civil de Pernambuco cumpre, nesta sexta-feira (23), 15 mandados de prisão contra integrantes de uma quadrilha envolvidos em tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Segundo a corporação, ação ocorre também em Minas Gerais e em Mato Grosso. Por determinação da Justiça, houve bloqueio de R$ 90 milhões em bens.

A Operação Calcanhar de Aquiles foi deflagrada na manhã desta sexta, por equipes da Delegacia de Barreiros, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. Os mandados foram expedidos pela comarca do município.

As equipes também cumprem 23 mandados de busca e apreensão. A operação teve início em julho de 2020, de acordo com a polícia. Os integrantes da organização também são alvo de apuração por falsidade ideológica.

Ao todo, 70 policiais foram mobilizados. A Polícia Civil de Pernambuco informou que houve apoio operacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas, além das Polícias Civil de Minas Gerais e de Mato Grosso.

Segundo a Polícia de Minas Gerais, a organização criminosa usava empresas de fachada para realizar a lavagem de dinheiro. Os nomes ainda não foram divulgados.

Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos na capital mineira e em Santa Luzia. Outros dois mandados de prisão foram cumpridos na Grande Belo Horizonte.

Policiais civis e rodoviária federal cumprem mandados em empresarial localizado na Rua do Chacon, na Zona Norte do Recife, nesta quinta-feira (22), dentro de operação que investiga golpe de oferta de vacina — Foto: PRF/Divulgação

Uma empresa que ofereceu doses da vacina de Oxford/AstraZeneca a pelo menos 20 prefeituras de todo o Brasil é alvo de uma operação nesta quinta-feira (22). A Polícia Civil do RJ afirma se tratar de um golpe.

Oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Pernambuco, expedidos pelo juiz Bruno Monteiro Ruliere, da 1ª Vara Criminal Especializada do RJ, na Operação Sine Die — sem data, em latim.

Segundo a Delegacia de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro do RJ, a Montserrat Consultoria, com sede no Recife, dizia ter um lote de meio bilhão de doses do imunizante, a US$ 7,90 (R$ 44) cada uma — mas que jamais seriam entregues.

A delegacia ainda não sabe se algum município chegou a pagar à organização. A operação policial precisou ser antecipada para evitar que alguma negociação fosse concluída e que provas fossem destruídas.

Consulado alertou para fraude

“Nas reuniões com os prefeitos, eles se passavam por representantes da Ecosafe Solutions, na Pensilvânia (EUA). Eles alegavam que essa empresa americana recebeu 500 milhões de doses por ter financiado os estudos da vacina”, explicou o delegado Thales Nogueira.

Na decisão que expediu os mandados, Ruliere destacou que a Oxford/Astrazeneca não realizou qualquer transação de venda de imunizantes para o mercado privado e entes municipais ou estaduais. Continue lendo

Durante a Operação Esforço Concentrado, em combate aos homicídios, assaltos e tráfico de drogas no Sertão, policiais militares da 2ª CIPM  receberam informações  que um suspeito estava portando arma de fogo na Fazenda Manguinha, zona rural de Cabrobó. 

Foi feito o deslocamento ao local, e encontrado o homem com uma espingarda calibre 12 e cinco munições intactas, além de uma pistola calibre .380, com 20 munições do mesmo calibre, em dois carregadores. O suspeito foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil do município, onde também foram entregues as armas apreendidas, para a tomada das providências legais.

 Suspeitos foram levados para a Superintendência Regional de Policia Federal em Pernambuco e autuados pelo crime de estelionato majorado — Foto: TV Globo/Reprodução

Uma mulher e um homem foram presos pela Polícia Federal (PF) sob suspeita de sacar, de forma fraudulenta, dinheiro do auxílio reclusão, benefício concedido pelo governo federal a familiares de presos. Os dois foram flagrados ao retirar R$ 76 mil em um banco da rede privada, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife.

A PF foi acionada por funcionários da agência e prendeu, com o apoio da Polícia Civil, a mulher e um homem que a ajudava.

A prisão ocorreu na segunda (19) e foi divulgada nesta terça-feira (20). De acordo com a PF, as investigações apontam que foram usados documentos falsos para aumentar o valor do benefício.

“Identificamos, com o setor de inteligência e Força Tarefa Previdenciária, que esses dois suspeitos estariam para sacar um benefício previdenciário do tipo auxílio reclusão fraudulento. Nos deslocamos até o banco privado onde seria realizado esse saque e conseguimos prender os dois suspeitos logo após terem sacado o valor do benefício”, destacou o delegado de Polícia Federal Cláudio Farias. Continue lendo

Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) fica no Recife — Foto: Reprodução/Google Street View

Um oficial da reserva da Polícia Militar de Pernambuco foi preso em um hotel localizado em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, em uma ação da Polícia Federal (PF). O major é investigado por envolvimento em crimes praticados em caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal (CEF).

Além dele, outras pessoas teriam sido detidas na ação. O tipo de crime praticado não foi informado. A Polícia Federal confirmou a captura do major e disse que vai detalhar o caso na segunda-feira (19).

A prisão do major da reserva Marcos Vinícius Barros dos Santos ocorreu na noite do último sábado (17). Segundo a PM, ele “será submetido à Justiça estadual e seguirá os procedimentos previstos pela Lei 11.817/2000, que instituiu o Código dos Militares Estaduais em Pernambuco”.

Em 2009, quando era capitão, o oficial chegou a ser preso por suspeita de roubo de 61 armas de quartéis no Sertão de Pernambuco. Outras cinco pessoas também foram detidas na época, sendo dois soldados e um irmão do oficial.

Em 2019, ele foi transferido para a inatividade como major, de acordo com o Boletim-Geral da PM, de 24 de dezembro.

Foto: Divulgação/Polícia Civil de Pernambuco

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, na manhã desta quinta-feira (15), a Operação Rit Stop para desarticular uma suposta organização criminosa suspeita de praticar fraude em licitação e lavagem de dinheiro.

São cumpridos dois mandados de busca e apreensão domiciliar, sequestro de valores e proibição da pessoa jurídica de participar de licitações. Os alvos são do Recife, mas as determinações foram expedidas pela Vara Única da Comarca de Nazaré da Mata.

A operação é vinculada à Diretoria Integrada Especializada (DIRESP) e liderada pela 2ª Delegacia de Combate à Corrupção, integrante do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO).

As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (DINTEL), com a participação também do laboratório de Lavagem de Dinheiro (LAB/DINTEL).

15 policiais civis participam da execução dos mandados, entre delegados, agentes e escrivães.

Os detalhes da operação serão divulgados às 11h, de acordo com a Polícia Civil.

Uma colisão lateral entre um caminhão e uma caminhonete deixou duas pessoas feridas, na BR-232, em Pesqueira, no Agreste pernambucano. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu no quilômetro 217 da rodovia.

Segundo os policiais rodoviários, através dos vestígios verificados no local, foi constatado que a caminhonete acessou a contramão da rodovia, o que teria ocasionado uma colisão lateral entre os dois veículos.

Com o impacto da batida, o motorista da caminhonete teve fraturas e foi socorrido para uma unidade hospitalar de Pesqueira e depois para um hospital de Caruaru, também no Agreste do estado. Já o passageiro, foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento de Pesqueira e, segundo a PRF, já teve alta.

O motorista do caminhão não sofreu ferimentos. No local, ele passou pelo teste do bafômetro e o resultado foi normal, disse a polícia. 

TV Jornal/Reprodução

RondaJC

Por motivos diversos, três policiais militares lotados em Pernambuco foram excluídos da corporação por decisão da Secretaria de Defesa Social (SDS). As portarias, assinadas pelo secretário Antônio de Pádua, foram publicadas na edição mais recente do Diário Oficial do Estado, no sábado (10).

Todas as investigações foram conduzidas pela Corregedoria da SDS. Um dos policiais que perdeu o cargo foi um 1º sargento, acusado de usar faca para ameaçar a esposa, em 02 de setembro de 2018. Nos autos do processo consta ainda que o PM “habitualmente, assistia a filmes pornográficos e se masturbava na presença dos filhos, que eram criança e adolescentes, à época dos fatos, acontecimentos esses que teriam ocorrido várias vezes, no ano de 2018”. Além de ser excluído da corporação, o policial também foi condenado, na esfera criminal, a cinco anos de prisão e mais dois anos e dois meses de detenção pela Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Igarassu. 

Um 3º sargento da PM também foi punido com a exclusão. Segundo as investigações, na tarde do dia 1º de junho de 2019, na Rua Princesa Izabel, em Garanhuns, Agreste do Estado, ele assassinou a tiros um homem. 

Outra portaria determinou a exclusão de um cabo da PM, acusado de roubo de carga de carnes bovinas de uma transportadora em abril de 2019. Ele foi abordado por policiais militares na BR-408, no município de Paudalho, e dois comparsas conseguiram fugir. Com o PM ainda foram encontrados celulares, cartões de bancos em nomes de várias pessoas, e uma pistola com munições. Além da punição na esfera administrativa, ele também responde a um processo criminal. 

Nesta segunda-feira (12), na sede do Batalhão de Choque, no bairro da Madalena, será feita a entrega de 3 mil coletes balísticos para a Polícia Militar de Pernambuco. Essa ação ocorre porque as forças de segurança pública de Pernambuco, sob coordenação da Secretaria de Defesa Social (SDS), estão passando por uma renovação e modernização de seus equipamentos de proteção individual (EPIs). Os primeiros 3 mil coletes balísticos, de um total de 8 mil, serão distribuídos hoje à Polícia Militar de Pernambuco. Outras 4,9 mil unidades chegarão para as polícias Civil e Científica até o final deste mês.

Esse é o primeiro lote de um total de 8 mil unidades que irão para batalhões e companhias da PMPE na Região Metropolitana, Zona da Mata, Agreste e Sertão. Para adquirir esses materiais, o Governo de Pernambuco investiu, com recursos do Tesouro Estadual, mais de R$ 11,2 milhões. 

“Em 2019, foram entregues 6 mil coletes e, neste ano, serão disponibilizadas quase 13 mil unidades. São materiais mais leves, com cortes anatômicos para proteção de órgãos vitais tanto para o corpo masculino como feminino. Possuem chip para identificação de número de série, para melhor controle e logística, e nível de proteção 3A, que resiste ao tiro de rifle 44 Magnum. Além de não faltar EPI para nenhum policial, tivemos uma preocupação extra com a prevenção à Covid-19. Foram adquiridas 16 mil capas individuais para inserção das placas balísticas. Elas são compostas por uma manta impermeabilizada e de fácil higiene, e cada servidor terá a sua”, explica o secretário Antonio de Pádua, que participará do ato de entrega.

Antes do uso, os lotes de coletes passam por testes de flexibilidade e balístico – neste, são avaliadas a resistência a traumas e perfurações. Os testes acontecem em laboratório credenciado pelo Inmetro e pelo Exército Brasileiro, em São Paulo.